domingo, outubro 28, 2007

Dez Mandamentos do Aluno

"Justificadas ou injustificadas, as faltas dos alunos do ensino básico e secundário deixam de ter consequências, a não ser a realização de uma ou várias provas de recuperação para os estudantes que excedam os limites de faltas definidos por lei."

Começa assim uma notícia do Público que dá conta que os alunos vão deixar de poder chumbar por faltas. Faz tudo parte do novo estatuto do aluno aprovado pela comissão parlamentar, com os votos a favor do PS e com os votos contra... de todos os outros. Confesso que desconheço o estatuto referido, mas eu próprio sentir-me-ia confiante para elaborar um documento do género. Aqui vai um "teaser" da minha proposta, à moda dos dez mandamentos:

1. Não serás obrigado a frequentar as aulas, excepto no caso de ser necessário agredir algum professor, que possa ter causado algum tipo de transtorno psicológico, como a prática ilegal de enviar trabalhos de casa;

2. Não serás obrigado a fazer testes ou exames, podendo e devendo exigir que seja feita uma avaliação à medida pelo professor responsável, cujo grau de dificuldade se deverá adequar aos teus conhecimentos actuais, nunca superiores aos de um ser acéfalo ou até monocelular;

3. Deverás usar e abusar de justificações para a não realização de quaisquer actividades propostas, como traumas psicológico ou carências sócio-culturais do teu agregado familiar;

4. Deverás usufruir do teu direito à destruição da propriedade particular de qualquer professor, que não cumpra os teus critérios de educador;

5. Deverás recorrer à utilização de armas brancas, sempre que for necessário inflingir dor a um professor ou funcionário da instituição de ensino que frequentas;

6. Poderás recorrer em casos que assim o justifiquem, ao homicídio de um professor, funcionário ou membro do conselho executivo do estabelecimento de ensino, precavendo-te antes de que te enquadras no limite de idade legal para o realizar, sem que qualquer tipo de responsabilidade te possa ser imputada;

7. Deverás tentar alcançar a paternidade de uma ou mais crianças, com um ou uma colega de escola também menor, de forma a obter os subsídios previstos por lei, sendo considerado como recomendável um número de filhos igual ou superior a 4;

8. Deves lutar sempre pelos teus direitos, comparecendo a manifestações à porta da tua escola [contacta os organismos competentes se não souberes a morada exacta], onde terás oportunidade de gritar palavras de ordem, mesmo que não as saibas escrever num cartaz;

9. Não cobiçarás os testes dos teus colegas, para copiar, pois mesmo que deixes a tua folha em branco ser-te-á dada uma classificação positiva;

10. Honra-te a ti próprio conforme entenderes, pois os teus pais não fazem mais do que a sua obrigação ao sustentarem os teus vícios, sem receberem nada em troca (como por exemplo o teu respeito).

Creio que com estes mandamentos temos traçada a sociedade do futuro. Um futuro... sempre jovem!

2 comentários:

Luis Sardinha disse...

lindo!

Quando estes mandamentos forem para aprovação diz que eu vou lá levantar o braço!

Mel Gamboa disse...

Magnifico texto! Um olhar serio e perspicaz do que o actual governo esta a fazer pela proxima geraçao.
Concordo com o Luis Sardinha: Lindo!!!