terça-feira, abril 17, 2007

Acção vs. Reacção

Ontem à tarde um cliente do Montepio Geral resolveu barricar-se numa dependência do referido banco, em Gaia, como uma tentativa de evitar a penhora da sua casa (250 mil euros) para cobrir uma dívida (66 mil euros + juros). O que estas situações do quotidiano têm de interessante é que servem para as forças de segurança se divertirem um bocado. Quando é efectivamente necessária uma intervenção eficaz, por vezes é mais difícil, mas enfim... Neste caso, o pobre do homem (pobre como quem diz, com uma casa de 250 mil biscas e uma dívida a rondar os 100...), viu a sua mala (que deixou no interior do banco) ser despedaçada por explosivos da PSP, por ter um aspecto suspeito. Provavelmente mandaram duas bananas e um iogurte para o galheiro... Até me admiro como não foi solicitada a intervenção das forças militares, talvez com um helicóptero ou outros meios espectaculares para o "show off" televisivo! Outro tipo de intervenção em que uma vez mais a dicotomia acção-reacção pode ser posta em causa, são as inspecções da ASAE, que levam sempre um batalhão de "geninhos" atrás, de G3 em punho. Ele é vê-los intimidar não só os feirantes, pescadores ou outros (mediante o local de intervenção), bem como as pessoas que por lá circulam. Existe coisa melhor do que ir passear calmamente a um domingo de manhã, por uma zona de guerra? Aguardo ansiosamente que as medidas que foram impostas (à moda do antigamente) lá para cima para os lados de Arcos de Valdevez, sejam impostas nos municípios das redondezas de Lisboa, de forma a que possamos todos ser multados efectivamente por coisas como atravessar fora da passadeira. Quem sabe daqui a uns tempos vivemos todos em "estado de sítio" (se é que não estamos já la)!?

3 comentários:

Vida Envolvida disse...

Se não tivesse esse aparato todo, não era digno de abertura de telejornal !!

Bjs

Susana P.

Kabe Ludo disse...

Gostei dos poucos segundos de imagens que vi...o senhor fez-me lembrar o Tony Bomba, terá sido por isso que houve tal aparato policial...com um apelido destes!

Haja juízo! (desta feita sem tm)

daredevil disse...

Pelo aspecto do senhor eu também teria ficado intimidado e chamado a cavalaria... Óculos escuros... fato escuro... e uma boina na cabeça... ui qui medo!!! Consta que os clientes que ocupavam lugares contíguos na fila terão afirmado que também cheirava a presunto...