quarta-feira, abril 04, 2007

Abstracções Tecnicistas

Se existem coisas para as quais não tenho paciência, uma delas é certamente a característica que algumas pessoas insistem em evidenciar, de conseguir ter uma conversa abstracta sobre temas técnicos. Eu sou capaz de dedicar "tempo de processamento" do meu cérebro a temas, tanto técnicos como mais abstractos, no entanto não misturo as coisas. Normalmente associo uma conversa sob esta forma (abstracção vs. tecnicismo) como um indicador de que a pessoa não faz a mais pálida ideia daquilo que está a dizer. Naturalmente, o seu discurso refugia-se em frases imperceptíveis à compreensão humana, disfarçando assim a sua falta de conhecimento sobre a matéria. Aqui é que entra a parte estranha: quando não me sinto à vontade sobre um determinado tema, obviamente não me debruço sobre ele no sentido de ter qualquer tipo de debate. No entanto existem pessoas que quanto menos sabem sobre algo, mais insistem em falar sobre isso mesmo! Com o passar do tempo tenho vindo a desenvolver uma aversão a este tipo de espécime, que se tem agravado recentemente. É que uma das características do tipo de situação descrita é a de que, quem afinal de contas percebe do assunto, muitas vezes passa por estúpido. Ou porque não consegue responder a perguntas sem sentido, ou porque não consegue perceber a pergunta em si. Na prática não existe qualquer pergunta, porque se não se sabe o que perguntar, também não se sabe como fazer a pergunta. O meu apelo a todos os espécimes que se identificam com a característica supramencionada: vão jogar às cartas, vão ver a bola, vão espremer borbulhas, vão fazer aquilo que quiserem... mas não enfeguem!!!

6 comentários:

jomaolme disse...

Pois...é complicado...é a mesma coisa que jogar-se á bola com alguém que não sabe jogar...
baralha-nos de tal maneira que passamos por ser nós a não saber as coisas...

Beijokas

Sunshine disse...

LOL... Fartei-me de rir com este texto pois a primeira coisa que veio-me á cabeça foi as reuniões semanais do nosso departamento...

Beijinho Grande! =)

Gonçalo disse...

...eles andam ai...e disfarçados de pessoas bastante competentes... e mais, são louvados por isso...ou seja, pela incompetência mascarada....enfim!

Kabe Ludo disse...

Pior é quando vem escrito: "Um exemplo a seguir pelos camaradas da classe"...

PS Ao menos assim só se estraga uma classe...ou será que se refere à classe dos abstraticotecnicistas...

Haja juizo...

daredevil disse...

Conselhos de amigo:
1. Nunca discutas com ignorantes. primeiro rebaixam-te ao nivel deles e ai derrotam-te, como já pareces ter comprovado.
2. A perguntas idiotas dá respostas idiotas com resmas de convicção. Assim como assim, eles nunca vão perceber e tu vais-te fartar de rir ...

Nunca mais me hei-de esquecer de alguém que um dia, à procura de esclarecimentos, me disse que tinha dificuldades em fazer qq coisa no word, com um ar arrogante para com mais um informatico desprezivel. Eu nao me descosi e, à frente de toda a gente, perguntei-lhe se o software estava licenciado. O anormal ficou embaraçado e disse que não sabia... Eu acrescentei que normalmente esse tipo de coisas acontecia quando nao se usava software licenciado e que coisas muito piores poderiam acontecer... ui qui medo... A conversa acabou por aí...

Um abraço!

Vida Envolvida disse...

Ás vezes divirto-me com esse tipo de pessoas, porque mostro muito interesse ao que dizem, quando sei à partida que estão a dizer maior disparate!

Mas é só às vezes, porque também ando sem paciençia para aturar cromos!

Estou de volta ...

Bjs

Susana P.