domingo, janeiro 06, 2008

Arranque Cinematográfico

Desde o início do ano fui ao cinema assistir a dois filmes. O primeiro foi de produção nacional, com o sugestivo título de "Call Girl", e o ainda mais sugestivo cartaz com a Soraia Chaves vestida em latex. O filme é realmente bom. A mim surpreendeu-me, relativamente às baixas expectativas que tinha. Tem um argumento capaz de ombrear com qualquer produção policial de Hollywood e um elenco bastante interessante. Ponto fraco: tentaram (e quanto a mim conseguiram) bater todos os recordes da asneirada. Não houve uma única personagem que não mandasse umas 20 ou 30 "caralhadas" pelo menos, e a média deve ter rondado uns 9 palavrões em cada 10 palavras. Ainda assim e apesar destes "diálogos" algo cansativos, o balanço é positivo. O segundo filme foi aquilo que gosto de chamar "muita parra pouca uva". Com o título forte de "Peões em Jogo" (ou "Lions for Lambs") e com um elenco promissor que inclui nomes como Robert Redfrod, Meryl Streep e Tom Cruise, pouco ou nada corresponde às expectativas. Uma crítica batida à sociedade norte-americana, desenrolada em três cenários (dois escritórios e um cume cheio de neve), com muita monotonia e pouca novidade. Ficou o arrependimento de não ter ido ver o "Gangster Americano", mas nada que não possa ainda ser feito. Moral da história: vale mais ver gajas boas meio despidas a dizer asneiras daquelas "com pelos", do que meia dúzia de "américas" politicamente correctos mas capazes de nos fazer dormir durante duas horas.

1 comentário:

Skiweb disse...

SUBSCREVO...
Melhor ver as "gijas" do que os "gaijos".
hehehe...