domingo, janeiro 27, 2008

Estado Sólido para Gasoso

Estado gasoso é a melhor forma que encontro para descrever o dinheiro que gastei nos últimos tempos. Evaporou-se completamente! O mote foi a transferência de crédito habitação de um banco para outro. Aquilo que à partida é dado como simples, fácil e económico por qualquer banco, revela-se uma dor de cabeça para o comum dos mortais (leia-se, neste caso, eu). Primeiro foram pequenos gastos (30 euros daqui, mais 30 euros dali) com pedidos de declarações e certidões, de e para conservatórias e afins. Depois foram as "despesas" e "cobranças" do banco de origem, como 150 euros por um papel que diz quanto devo, mais 120 euros pela comparência de um representante no dia da escritura ("mas olhe que nós somos dos bancos que cobram menos por estas despesas")... Depois foram mais de 200 euros para a solicitadora... Depois foram mais de 300 euros pela escritura... e no fim levei a machadada final com mais de 800 euros com despesas de transferência no banco de destino. Feitas as contas, gastei quase 2000 "biscas" enquanto o diabo esfrega um olho. O que quer dizer que neste momento, além de completamente falido, estou consciente de que só vou ver algum "retorno" neste "investimento" daqui a um ou dois anos de prestações. Quem estiver com a infeliz ideia de fazer o mesmo que eu, verifique bem naquilo em que se está a meter, porque em alguns dos casos que tenho visto, eu pessoalmente pensava duas vezes.

1 comentário:

Skiweb disse...

well come to the real world...
Ou como quem diz... Já somos dois a levar com o machado!!!
Uma amiga que é solicitadora perguntava-me se o Je queria transferir o empréstimo para outro banco (o que ela representa).
Minha resposta: se conseguir baixar 250€uróticos à prestação actual...
bzzz tchau!!!!
É só pagar, pagar...