domingo, fevereiro 10, 2008

Encruzilhadas

Uma das coisas que gosto é de começar um dia sem o planear. É de sair de casa sem saber exactamente o que vai acontecer ou aquilo que vou fazer. Hoje foi um dia desses. Ou melhor, pensei em algo que acabei por desistir de fazer, e consequentemente... passei um dia ainda melhor. O fugir de uma multidão que nos espreita numa esquina, pode levar-nos a locais muito mais interessantes e igualmente mais esquecidos pela maioria das pessoas. Acho que a vida é isso mesmo, uma série de encruzilhadas que nos vão aparecendo pela frente, que nos podem levar a descobrir o melhor e o pior. Pobres daqueles que no entanto optam por não escolher nenhum dos caminhos e muitas vezes preferem voltar para trás. Vale mais "esbardalhar-me" contra um muro num beco sem saída, do que ficar por saber o que ali iria encontrar.

3 comentários:

JRabbit disse...

De facto se ha coisa q sabe bem é deixarmo-nos levar por cada minuto q vai passando. É quase como qdo queremos ir a um sitio e mesmo nao tendo companhia seguimos para lá. Diria concerteza que a maioria das vezes, senao todas, essas sao as melhores "saídas" e acabo sempre ou por encontrar gente conhecida, ou por conhecer =) Bora lá pensar menos ! =P

Eli disse...

Concordo... "again"... que as minhas concordâncias não se tornem aborrecidas!

Eu sou "gaja" para isso e muito mais! Acredito que é a espontaneidade que nos leva aos caminhos mais saborosos. Temos sempre a nossa própria companhia, nunca a solidão, para começar um dia, ou uma tarde e terminá-la onde não imaginámos... sendo a noite uma boa conselheira de momentos irremediavelmente inspiradores.

Divaguei!!!

:)

Eli disse...

Ah! E obrigada pela simpatia!

:)