sexta-feira, fevereiro 01, 2008

1001 Formas de Bater no Ceguinho

Saíu hoje no Público a notícia de que Sócrates, na sua fase "pré-governo-suposto-engenheiro-técnico", assinou projectos que alegadamente não seriam da sua autoria. Obviamente que este confirma que os projectos são efectivamente todos da sua autoria (provavelmente mentindo com quantos dentes tem na boca). Foi feita uma investigação (algum jornalista mais desocupado...) em que se verificou que a letra nos projectos assinados pelo PM era na realidade de um colega de curso, que por ser funcionário da autarquia não podia assinar os mesmos. E foi assim exposta uma situação... absolutamente curriqueira do nosso país. As chamadas "assinaturas de favor" são uma realidade e toda gente sabe disso. No entanto esta notícia surgiu como um grande escândalo, classificando a situação como uma fraude legal (sim, eu sei que é). A mim isto parece-me tudo muito bonito e ao mesmo tempo muito desinteressante, sendo que se o que se pretende é "bater no ceguinho" (sem qualquer tipo de simpatia para com o senhor em questão), consigo imaginar pelo menos uma dúzia de formas e de temas muito mais importantes para o fazer. Depois da treta do "engenheiro técnico", só faltava mesmo o capítulo da "assinatura de favor". Qual será o próximo escândalo: "Sócrates vê TV Cabo à borla"? Não sei o que raio se ensina na escola aos jornalistas deste país, mas certamente não os ensinam a escrever Notícias com "N" maiúsculo.

1 comentário:

Kabe Ludo disse...

Pá...pelo sim pelo não, há que bater sempre no 'ceguinho'...a modos que funciona como um "head's up!"...para ele não pensar que anda tudo ocupado com outras coisas que lhe permitam borrar (ainda mais) o pé cheio de me...

Reconheço que algumas (eu disse algumas) medidas tenham sido um grande avanço, mas tambem não lhe podemos dar as palmadinhas nas costas para o gajo largar epiderme na casca da bananeira enquanto se protege do sol...