sexta-feira, março 16, 2007

Caso Alguém Saiba...

Estava eu para aqui a saborear a chegada do final do meu dia de trabalho/semana, quando me é colocada uma questão (cortesia do meu amigo "Chewbacca") que certamente me irá atormentar durante todo o fim de semana. Tendo em conta as actuais preocupações a nível mundial, com a questão da clonagem, imaginemos o seguinte cenário: alguém é clonado, e essa pessoa mais tarde vem a ter relações sexuais com o seu próprio clone. A questão que se coloca, é se essa pessoa:
a) é homossexual?

b) é incestuosa?

c) está a masturbar-se?

d) f*deu-se?
Eu pessoalmente acho que o mais correcto seria uma opção "e) todas as anteriores", mas é efectivamente uma questão que dá para pensar. Proponho que meditemos todos sobre este paradigma que a humanidade enfrenta...

6 comentários:

Anónimo disse...

Presumem alguns estudiosos da matéria, que a BÍBLIA, não é mais que um livro de memórias da humanidade, sendo que, os seus "autores" acharam por bem ser seu dever escrever por metáforas, a fim de manterem o mistério e serem entendidos apenas por alguns iniciados...
Assim sendo, é presunção desses mesmos entendidos que o SER HUMANO ORIGINAL, seria um ser andrógino, comportando os dois sexos, (como é o caso do caracol), podendo o pecado original - ligado à ciência, (a simbologia da maçã comida pela EVA - curiosamente o símbolo da APLLE) ter a ver com uma qualquer experiência científica que determinou a separação dos sexos, podendo advir o sexo feminino de um gene mais recessivo ou mais restritivo, daí a metáfora de Eva ser proveniente da costela de Adão.
Também daí, terá surgido a ideia de os Anjos não terem sexo...
Enfim cogitaçãoes que surgem motivadas pelo tema em apreço e pelas dúvidas que suscita.
Depois das reflexões atrás expostas, quer-me parecer que o ideal poderia ser que o clone fosse do sexo oposto, pois assim, na união dos dois seres, uma vez que (admitamos) teriam os mesmos pensamentos, as mesmas pulsões, os mesmos desejos, as mesmas vontades em simultâneo, a união seria perfeita, independentemente do conceito social e da designação que se lhe quisesse atribuir.
Ainda assim, sempre me parece que:
a) a ser o clone do mesmo sexo, seria sempre uma relação homosexual ou lésbica, conforme o caso.
b) o conceito de incesto é meramente social, para prevenir as situações de deficiente dos descendentes devido às questões da consaguinidade; a demonstrar essa situação, o facto histórico de na idade média, essa situação ser ultrapassada nomeadamente pela fidalguia, através do pagamento de uma bula especial ao PAPA, que permitia o casamento religioso entre parentes chegados, como é caso dos primos direitos, situação essa hoje ultrapassada, segundo me parece. Também no antigo Egipto os Faraós casavam entre irmãos e irmãs para preservar a sua "ascendência divina", sendo a epilepsia considerada a doença dos Deuses.
Bem recentemente veio a público a notícia de dois irmãos que vivem maritalmente, tendo mesmo quatro filhos, e cuja condenação pela justiça foi suspensa devido às alegações apresentadas pelo casal.

Anónimo disse...

Por lapso carreguei na tecla do "PUBLISH YOUR COMMENT" antes de ter finalizado, pelo que vou concluir neste segundo comentário a linha de pensamento que vinha a expor, aproveitando para fazer uma correcção:
Na alínea b), onde usei a expressão "deficiente" queria dizer "de possível deficiência".
c)Estará a masturbar-se se o fizer à sua própria pessoa, agora se for o clone a fazer-lho, diria antes que está a ser masturbado...
d)esta questão remete-nos ao começo do comentário anterior, quando os seres humanos seriam andróginos ou hermafroditas, sem que, por esse facto, fossem autosuficientes sexualmente (em termos procriativos). Vidé o caso do caracol - anteriormente referido - onde apesar da sua condição de portadores dos dois sexos, continuarem a ser necessários dois indivíduos para procriarem.
A questão é que sexo não é apenas procriação (aliás, cada vez menos se considera esse o objectivo principal) sendo antes o prazer e o divertimento o que mais conta nessa matéria. Aí os conceitos desvanecem-se e o que conta é "tudo ao molho e vale tudo menos arrancar olhos"...
Bye Bye
Beijinhos
Pai

Meninuh Kikuh disse...

Lol quem lhe fez essas perguntas? Sao muito atrevidas mas prontos lol

Gonçalo disse...

...eu sou um pouco céptico em relação á clonagem humana e pergunto-me várias vezes - porque raio haveria eu de querer um gajo igualzinho a mim? não chega olhar ao espelho? acho que a maioria das pessoas não sabe sequer olhar para dentro de si quanto mais para outro igual!!!!Agora se clonassem órgãos humanos para fins medicinais como principalmente nas áreas de reprodução, de regeneração ou de terapia, isso sim eu concordo, pois acabava-se com os anos de espera por um dador de um órgão vital para salvar uma vida. Sim, falo da vida concebida pela forma natural ou normal da natureza e não da "fotocópia a cores"....

Kabe Ludo disse...

Gonçalo said...

...eu sou um pouco céptico em relação á clonagem humana e pergunto-me várias vezes - porque raio haveria eu de querer um gajo igualzinho a mim?


Se um Gonçalo já chateia muita gente....2 Gonçalos chateiam muitos mais...e vira o disco...se 2 Gonçalos já chateiam muita gente...3 Gonçalos já chateiam muito mais!

(não resisti, lembro-me sempre do que penei à conta deste menino)

Eu também recebi esse mail/pergunta na 6a feira, mas com medo de retaliações e mesmo depois de lhe tecer uma resposta ao mail optei por não carregar no botão "SEND" :P

Lembro-me vagamente que a resposta fazia menção ao Pequeno Pónei...(hummm outra vez esta personagem? Ainda vais ter de largar um posta dedicada a este ruminante...ao Pónei digo!)

Haja juizo!

PS Sr. Pai do Marco: Vá lá vai...

dare devil disse...

proponho mais uma...

e) é narcisista