quinta-feira, dezembro 22, 2005

Viver...

Por vezes esquecemo-nos de que viver é bom. Nessas alturas a vida tende a passar por nós rapidamente e não nos apercebemos das coisas importantes que nos vão acontecendo. Mas também temos alguns momentos de lucidez em que nos conseguimos sentir vivos apenas com o calor do sol a bater no rosto quando nasce... com o vento frio que nos faz arrepiar numa manhã fria e clara... a água tépida a percorrer o nosso corpo num banho relaxante... o toque de alguém de quem gostamos... os aromas que nos rodeiam de lugares, pessoas e até lembranças... Momentos que conseguem perdurar no tempo e na memória. O riso dos amigos tem uma forma estranha de ecoar no nosso pensamento e ficar gravado para sempre. Esta é uma altura tão boa como outra qualquer, para desejar nunca me esquecer de viver. Para desejar ter sempre presente o bom que é rir, chorar, ver, ouvir, saborear, lembrar, gostar, pensar, imaginar e voar em vez de caminhar pelos segundos que se transformam em minutos, horas e dias que teimam em passar. O meu desejo de Natal é que todas as pessoas de quem gosto se revejam neste pequeno texto e se lembrem, como eu lembrei, de viver da melhor forma possível.

6 comentários:

Féh disse...

Lá Marco! Muitos parabens pelo teu blogg...
Adorei o teu texto...Está cheio de emoções e sentimentos....Terá sido inspiração da foto?
Adorei reencontrar-te ... é exelente podermos recordar velhos tempos, velhas sensações, velhas emoções e velhos aromas...que nos tornam vulneráveis e saudosos dos tempos em que a inocência era a nossa alegria...
Bsinus da Féh

Impaler disse...

Isso é mesmo à chefe... bla bla, bla bla....
Pá próxima escreve só :"Bom Natal!"

Já tá! É facil, é barato e pode eventalmente dar milhões... ou não.

De qualquer forma gostei... faz lembrar assim uma cena esperta...

Agora, e depois de reler o texto 322 vezes, posso dizer qu o desejo de Natal tá realizado: eu revejo-me.

Obrigado por me lembrar...

Luis Sardinha disse...

Muito bem! Estas um poeta...

Um grande Natal para ti e para os teus.

Susana disse...

O Natal é mesmo isso! Sentimento que se percebe a cada linha deste teu texto. Parabéns!

Kabe Ludo disse...

[quote] Isso é mesmo à chefe... bla bla, bla bla....
Pá próxima escreve só :"Bom Natal!"

Já tá! É facil, é barato e pode eventalmente dar milhões... ou não.

De qualquer forma gostei... faz lembrar assim uma cena esperta...

Agora, e depois de reler o texto 322 vezes, posso dizer qu o desejo de Natal tá realizado: eu revejo-me.

Obrigado por me lembrar...[/quote]

Tirando o facto deste «empalador» ser uma chaga do carassas...é com gosto que digo que tenho 'chefe'...alguém sensível e bom...aquele que nos vai buscar a palha pra mexer o café...aquele que nos manda mais cedo 2h para casa... aquele que faz BUHUHU quando nos lamentamos...aquele que depois destas linhas me vai dar aqueles dias extra em casa para coçar a bela (da micose).

BOM NATAL PESSOAL...


PS Pensamos em comprar aqueles manuais...da colecção 'For dummies'....até achamos...mas desistimos..."Como ser chefe" primeiro titulo "For Dummies" segundo titulo!! "Como ser chefe for dummies" ??!!!

Faz lembra a cena do fiambre da perna extra....d@sse! Perna Extra? Mas que perna extra tem o porco para fazer fiambre? Meditemos...

Eilahtan disse...

Ás vezes basta sabermos sentir, ver e ouvir para sabermos viver...