quarta-feira, dezembro 21, 2005

Natal na Estrada

Tenho andado a pensar e acho que descobri uma coisa importante em relação ao Natal. Tanto para os mais cristãos, como para os mais pagãos, existe uma forte relação desta quadra com o trânsito nas estradas portuguesas. Passo a explicar: o Pai Natal viaja de carro? Não. Usa um trenó puxado a renas como meio de transporte alternativo. Os Reis Magos foram ao encontro de Jesus de carro? Não. Preferiram a seca que é uma viagem de camelo, a um automóvel. Isto tudo, certamente por causa do trânsito! Eu pessoalmente e uma vez que não tirei férias, ando há quinze dias em pânico só de pensar nas filas que vou apanhar na sexta à noite (véspera da véspera de Natal), quando tal como milhares de portugueses farão, me fizer à estrada... A única diferença entre os elementos desta massa anónima cinzenta é que alguns irão fazer a estreia do ano em termos de condução (isto se o Ford Cortina que está lá na "garaje" ainda pegar). Lá está: acham que o Pai Natal se fazia ao céu com renas com mais de 30 anos? E os Reis Magos, na qualidade da realeza, tinham uns "charutos" duns camelos para ir a Belém? E uma vez em viagem acham que se iriam a ultrapassar constantemente? Os camelos cuspiam uns nos outros como quem faz sinais de luzes? Não me parece... Acho que temos muito a aprender nesta quadra natalícia, com estes exemplos que tão bem conhecemos. Por isso, umas Boas Festas e... uma boa viagem!

2 comentários:

Eilahtan Dreams disse...

Lol!Só tu para fazeres uma dissertação destas!Já não se fazem camelos como antigamente...
Um feliz Natal para ti e para a Sofia! Um grande bem haja para vocês ;)

Luis Sardinha disse...

Eu se fosse a ti deixava o cortina na garagem e ia de camelo. Assim podes chamar camelo aos "camelos" e eles nunca se chateiam porque pensam que estas a falar do animal que te leva.

Um feliz Natal para ti e restante familia.