domingo, fevereiro 06, 2011

A Vida Pode Ser Bela

Depois de andar meses e meses a conduzir um dos piores do mundo, chegou finalmente a vez de tirar a barriguinha de misérias, ainda que por escassos minutos. Pelo menos só algo do género me faria levantar tão cedo a um domingo de manhã! E lá fui eu com o meu amigo PO em direcção ao Autódromo Fernanda Pires da Silva (vulgo circuito do estoril) para encher o olho de Ferraris! Umas voltinhas de preparação num Evo, e toca a acelerar com um F430 (falhei o F458 por pouco...). Também por lá a dar umas voltinhas: um F450, dois Lamborghini Gallardo, um 911 GT3 e um KTM, para além de um Clio de competição com um grave problema de rateres... Estreias da minha parte: conduzir no circuito do Estoril e... claro... conduzir um Ferrari! Único problema: uma volta sabe a muito pouco, e tudo o que seja extra paga-se... e muito bem. Mas recomendo vivamente, porque de vez em quando é realmente necessário lembrarmo-nos que "a vida é bela" (ou pelo menos pode ser).

3 comentários:

Sunshine disse...

Hehehe... sem dúvida que o que a vida tem de bela são momentos fantásticos... daqueles que puxam pela adrenalina, aceleram a pulsação e aqueles que cortam-nos a respiração com um mero olhar.
Não acontecem todos os dias... mas todos os dias trabalhamos para que acontecem!
Adorei as fotos! =)

PS. Bom bom era uma voltinha de Subaru com o meu tio Nélio - isso é outro nível ;-)

Luis Sardinha disse...

A coisa mais potente que já guiei tem sensivelmente metade da cavalagem do teu cavalinho... imagino a gozo que deve ser.

Marco disse...

sunshine: pois, é pena não serem mais momentos bons em detrimento dos muitos momentos maus ou assim assim...

luis: não é uma questão de quantidade de cavalos... tem mais a ver com a "raça" dos mesmos ;)