quarta-feira, julho 15, 2009

Volume Quatro

Cortesia do senhor meu pai, mais conhecido neste estaminé como o Anónimo Pai do Marco (isto de ter um pai anónimo, uma vez escrito e lido, não me soa nada bem), recebi ontem como prenda de aniversário o quarto volume encadernado destas minhas crónicas de blogger. Verifiquei com alguma tristeza, pelo volume da publicação, que escrevi muito menos que o habitual, por comparação com volumes anteriores, já que nos últimos anos esta oferta tem sido uma constante. Consegui ainda estabelecer uma relação (ainda que sem perceber em que pontos consistem a “causa” e o “efeito”), entre o meu estado de espírito geral e a capacidade de manter a frequência destes meus relatos na blogosfera. Imaginando que é mais importante fazermos resoluções de ano novo no nosso aniversário do que… no ano novo, já que completando nós um marco na nossa vida tenhamos mais motivos para nos fazer pensar, parto para um período de férias que será também de reflexão. Espero assim voltar com um ritmo diferente para esta e tantas outras coisas que desejo fazer e em que me pretendo (e tenho de) transformar. Tenciono também escrever algumas novidades por aqui. Ah, e aviso já para o facto de, apesar de estar a fazer resoluções de ano novo no rescaldo do meu aniversário, não tenho cuecas azuis nem estou a comer passas em cima de uma cadeira.

3 comentários:

Luis Sardinha disse...

Escrever tem tudo a ver com o estado de espirito. Uns porque estao contentes, outros porque estao deprimidos ou outra coisa qualquer...

E tal como em outras coisas da vida, quantidade não é qualidade.
Eu como leitor assíduo desde o inicio deste blog só te peço que continues com o teu bom humor para abordar tudo o que se passa na tua vida.

E já agora os meus parabéns pelos 39 (acertei na idade, certo) e pelo belíssimo blog.

Kabe Ludo disse...

Mas que boa ideia essa do teu pai anónimo de publicar em livro as tuas postas...acho que vou querer o contacto do local onde ele faz isso :)

Marco disse...

luis: quanto a isso dos 39 só me resta dizer que... ao menos ainda não tenho cabelos brancos!

kabeludo: a publicação é mesmo à custa de "trabalhos manuais"...