domingo, maio 03, 2009

Redes de Exclusão Social

Estive recentemente num jantar entre amigos onde surgiu a temática das redes sociais na Internet. Rapidamente adquiri aquele sentimento estranho de que estou a ficar velho. Estranho porque apesar de ser um gajo novo e minimamente por dentro deste tipo de ferramenta, o facto de não ter tempo para me dedicar a todas leva a que não conheça algumas. Tenho um carinho especial pela minha actividade de blogger, na medida em que gosto de escrever, e o faço com maior prazer a pensar sobretudo em mim e na satisfação que daí consigo tirar. Por motivos profissionais, tenho o meu cantinho no Linked In, o que também não requer grande atenção e cuidados e é relativamente simples de manter. Já há muitos anos que desisti do Hi5, porque sinceramente ao fim de pouco tempo comecei a questionar-me sobre o porquê de lá ter uma página pessoal. O Fotolog foi algo que me passou ao lado desde o momento em que apareceu. Agora a cada dia que passa, surge uma nova rede e alguém a enviar-me convites para por lá passar. Confesso ainda não ter tido tempo nem curiosidade que me motive a ver do que se trata o Facebook ou até mesmo o Twitter (daí o sentimento de velhice antecipada). Admito que por lá passarei, ainda que me reserve logo a seguir o direito de nunca mais por lá passar, se não vir nada que me interesse (como aliás faço em qualquer circunstância). De qualquer forma o ponto que gostava de referir é o facto de, para pessoas que tal como eu ainda não sabem o que é o Twitter e o Facebook, ou qualquer outra rede social que por aí esteja escondida, o mundo começa a ser pouco complacente. Aquilo que devia potenciar as relações sociais, acaba por ser mais um motivo de exclusão social. Mas enfim, penso que depois de ser excluído pelo facto de ser praticamente a única pessoa em Portugal que não tem TV Cabo, Meo, ou outro qualquer fornecedor de serviço de televisão digital, só faltava mesmo começar a ser excluído na minha própria área profissional... Resta-me assim a alegria pela indiferença que sinto perante essa exclusão, já que continuo a ter amigos com quem jantar e falar sobre estes mas também e sobretudo outros assuntos.

7 comentários:

Gonçalo disse...

...amigo, como eu te compreendo...mas se te serve de consolo...não és o único. Abraço

apenas um gajo... disse...

Considera-te incluído, nem que seja nas minhas visitas... :)))
e quanto ao twitter, não sei nem quero saber... é demasiado moda para o meu gosto

Um enorme bem-haja

totalylouco disse...

O que eu mais acho graça nesta coisa das redes sociais, é a justificação de que servem para manter o contacto com pessoas com as quais não costumamos falar.... ora eu sou da opinião que se quero manter o contacto, vou ter com a pessoa em causa...

Enfim, eu de paginas não tenho grande coisa, uma conta no Hi5 com as fotos dos cães e ando a pensar em acabar com ela, linkdin ate agora n precisei.... gosto muito da minha privacidade

alma disse...

e se tens amigos para jantar és um rico homem ou homem rico :)

Marco disse...

gonçalo: não sendo o único só posso dizer... ainda bem!

gajo: teremos sempre a nossa própria rede social, sem necessidade de twitters ou outros subterfúgios.. por falar nisso, para quando outra jogatana?

louco: eu diria que não serás tu a ter uma página no Hi5, mas sim os teus cães... vê lá não andem no engate!

alma: de facto hoje em dia ter amigos começa a ser um bem precioso (e raro)... e sim, acho que sou um rico/homem/rico! ;)

Kabe Ludo disse...

Pá...Twitter não uso, nem tampouco Facebook...com a minha farta cabeleira tipo Hagrid (como alguém já a chamou) sou tudo menos fotogénico para ter uma página pessoal com fotos minhas de gadelha desganhada!

Quanto à tua felicidade por teres amigos com quem jantar, só te digo 5 palavras: eu, tu, Gonçalo, Linha de Agua e 6ºa feira? (almoço claro!)

PS Quanto ao Linkedin tenho de te procurar por lá!

Marco disse...

kabeludo: amigo, para ti, três palavras: claro que sim! Depois acertamos horas.