terça-feira, agosto 29, 2006

G'anda Palhaço

Entre outras coisas que fiz nestas férias, acabei de ler alguns livros que tinha à minha espera, tal como já é meu costume (colocar a leitura em dia quando posso). Um dos que mais valeu a pena foi sem dúvida "Shalimar, O Palhaço" (um grande bem haja a quem mo ofereceu). Este livro de Salman Rusdhie é pura e simplesmente espectacular, numa viagem alucinante que parte dos dias de hoje, passando pela II Guerra Mundial, até aos conflitos de Caxemira. Rushdie é bastante conhecido como o autor britânico/indiano que escreveu "Versículos Satânicos", obra que lhe garantiu como "prémio" atribuído pela comunidade islâmica a "fatwa" ou pena de morte. Confesso que ainda não li o "Versículos", mas fiquei sem dúvida curioso após ler este livro. Admito que no início achei a história pouco apelativa e foi necessário alguma força de vontade para ir desbravando caminho por entre as páginas, mas subitamente sem nos apercebermos a(s) historia(s) ganha(m) forma e fazem-nos devorar o livro enquanto o diabo esfrega um olho. Tal como foi escrito pela crítica, é uma espécie de Tarantino em livro que não se pode perder. Recomendo a quem possa comprar e ler, porque vale realmente a pena.

3 comentários:

kabe ludo disse...

Humm...a comparação ao Tarantino é um bom teaser... só não o peço emprestado porque senão tenho logo a patroa á perna com os dois livros que estão na mesa da sala para acabar (nem sequer começei!!!)

Desculpa qualquer coisinha Dan Brown...

LFM disse...

Não te prometo nada. mas se vier a comprar um, vou ter em consideração a tua sugestão.

Dani disse...

Vou ler!
Os versículos são engraçados, e não consegui perceber todo aquele celeuma por parte dos mustafás!