terça-feira, dezembro 05, 2006

Arte de Dizer Nada

Julgo ser de extrema e imponderável importância a relevância que merecem os assuntos fundamentais daquilo que é imprescindível nos dias de hoje. O futuro depende do hoje e do amanhã, assim como o passado e o presente. Nada do que aconteça agora poderá não ter uma repercussão no futuro assim como as acções do passado se reflectem no presente e condicionam atitudes, acções e reacções. Não podemos deixar de ser sem o ser incontornavelmente, indecisos e inseguros, revelando assim a nossa capacidade de decisão nos momentos difíceis e a nossa segurança quando assim se prova e demonstra necessário. As pessoas são indispensáveis na prova da essência da condição humana, quando os humanos mostram ser pessoas e demonstram que pessoas e humanos podem ser coisas distintas. Assim como uma gota de água é importante para um ribeiro que pode dar origem a um grande rio também o efeito borboleta revela marcas da sua existência inconfudível quando olhamos para dentro de nós e tudo aquilo que nos rodeia, que é uma consequência lógica e inevitável de tudo o que fazemos consciente ou inconscientemente. Não podemos deixar que nos digam o que não queremos ouvir assim como não podemos deixar de ouvir aquilo que nos querem dizer, pelo menos sem pensar se o queremos ouvir ou não e assim poder tirar as nossas conclusões sobre se tal assunto é importante e merece ser ouvido por nós. As palavras que se escrevem muitas vezes vencem sobre as que se dizem porque perduram e não implicam que alguém possa ter dúvidas se as quer ouvir ou não, pelo próprio valor que assumem simplesmente pelo facto de serem escritas e não ditas. Eu próprio ao escrever estas palavras tenho a noção de que mesmo que não tenha nenhum objectivo com elas posso ainda assim dar aso a interpretações do que digo, sem querer dizer nada efectivamente.

6 comentários:

Sérgio disse...

de facto...

Kabe Ludo disse...

Estavas a ir tão bem neste blog, tinhas de fazer um post destes...

Como diria o Culatra à Marylin..."Não há workshop(i)s do censurado...não há cãongressos da censurado...."

Para descobrir o que está por baixo do censurado, sublinhar o texto com o rato e carregar CTRL+W ... ou se tiverem paciência, vejam o Balas e Bolinhos - O Regresso....agora posts deste é que não...sinceramente!

Haja juizo!

Marco disse...

sérgio: sem dúvida...

kabeludo: para melhor perceber a essência do post, ler o título com atenção...

Kabe Ludo disse...

Eu percebi a essência do post...mas de qualquer maneira tive de o ler todo, não fosse haver alguma linha que fizesse sentido...mas não havia!

Afinal não havia outra...

jomaolme disse...

Bom...ok...lol!!

Muito bom o texto!!

Beijokas

Gonçalo disse...

...a verdade é essa, não diz nada...mas para cada um de nós que lê, diz tudo o que se quiser lêr....