terça-feira, outubro 21, 2008

Vida de Trolha

Se há coisa que dá gozo depois de feita, mas que custa muito a fazer, são as obras em casa. E custa muito mais quando somos nós próprios a levá-las a cabo. E custa ainda muito mais quando o tempo que dispomos para o fazer se resume a poucas horas por dia, depois do trabalho. É o meu caso. Ando nas últimas duas semanas a remodelar parte da minha casa a um ritmo de conta gotas. Ele é chegar a casa e deslocar móveis, retocar estuque, pintar paredes... depois jantar qualquer coisa... seguido de deslocar móveis, retocar estuque, pintar paredes. O pior é que nem se vê a luz ao fundo do túnel! Quer dizer... já faltou mais, mas isto é uma espécie de maratona: o que custa mais são os últimos metros (neste caso, os últimos metros correspondem aos acabamentos). Mas o que interessa é que até está a ficar bonito, o que me dá grande satisfação, porque já sei que se algum dia as minhas oportunidades profissionais no mundo da tecnologia se desvanecerem, posso sempre ter uma solução de recurso. Aceitam-se propostas de trabalho!

2 comentários:

Luis Sardinha disse...

Eu prefiro parar um dia e fazer tudo de uma vez. De qualquer modo, podias sempre contratar uns amigos para irem ajudar, melhorava o desempenho e o ambiente de trabalho...

Gonçalo disse...

...eu também sei o que é isso, mas tal como o Luís Sardinha referiu, eu também prefiro fazer logo tudo de uma vez...e por umas bejecas arranjavas mais 2 mãos...